O Perdão é a Vingança dos Bons.


Em 1967 um jovem americano chega ao Vietnã para participar de uma sangrenta guerra.

Logo nos primeiros dias mata um soldado inimigo e, ao revistá-lo, encontra uma foto do morto com sua filha.

Após 33 anos, atormentado pela culpa, ele procura aquela menina da foto para pedir-lhe o perdão.

Leia AQUI esta comovente estória.



Fonte: MDig.com.br

Os Cristãos Devem Obeceder à Lei do Velho Testamento?

O Velho Testamento é repleto de leis sobre os mais diversos temas. Desde preparação de alimentos e higiene pessoal até o tratamento dado à criminosos. Mas após a vinda do Senhor Jesus Cristo, estabelecendo a NOVA ALIANÇA, estaremos sujeitos àquelas leis ?
A chave para a compreensão desta questão é saber que a lei do Velho Testamento foi dada à nação de Israel, não aos cristãos.
Algumas das leis visavam ao conhecimento, por parte dos Israelitas, de como obedecer e agradar a Deus (Os Dez Mandamentos, por exemplo), algumas delas tinham como objetivo mostrar como adorar a Deus (o sistema de sacrifícios), algumas delas simplesmente diferenciar os Israelitas de outras nações (as regras em relação à comida e vestimentas).
Nenhuma das leis do Velho Testamento se aplica a nós nos dias de hoje. Quando Jesus morreu na cruz, Ele aboliu a lei do Velho Testamento (Romanos 10:4; Gálatas 3:23-25; Efésios 2:15).Em substituição à lei do Velho Testamento, nós estamos sob a lei de Cristo (Gálatas 6:2), que é: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos depende toda a lei e os profetas” (Mateus 22:37-40).
Se fizermos estas duas coisas, estaremos cumprindo tudo o que Cristo quer que façamos, “Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados” (I João 5:3). Tecnicamente, nem os Dez Mandamentos são aplicáveis aos cristãos. Entretanto, 9 dos Dez Mandamentos são repetidos no Novo Testamento (todos, exceto o mandamento para que se guarde o Sábado).
Obviamente, se nós amamos a Deus, não estaremos adorando a outros deuses ou ídolos. Se amamos aos que nos cercam, não os mataremos, não mentiremos para eles, não cometeremos adultério contra eles ou cobiçaremos o que a eles pertence.
Portanto, não estamos sob nenhuma das exigências da lei do Velho Testamento. Nós devemos sim amar a Deus e a nosso próximo. Se com fé cumprirmos estes dois preceitos, todo o restante se ajustará.
Fonte: Questões

A Alma Humana é Imortal ?

Sem qualquer sombra de dúvidas a alma humana é imortal. Esse conceito é ensinado claramente em passagens do Velho e do Novo Testamento: Salmos 22:26; Salmos 23:6; Salmos 49:7-9; Eclesiastes 12:7; Daniel 12:2-3; Mateus 25:46; 1 Coríntios 15:12-19. Daniel 12:2 diz: “E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno.”
Semelhantemente, Jesus disse que os perversos “irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna” (Mateus 25:46).
Com a mesma palavra grega usada para se referir a “tormento” e “vida”, é bem claro que os perversos e os justos têm uma alma eterna / imortal.
O ensino claro da Bíblia é que todas as pessoas, quer sejam salvas ou perdidas, vão passar a eternidade ou no céu ou no inferno. Vida verdadeira ou vida espiritual não acaba quando os nossos corpos carnais morrem. Nossas almas viverão para sempre, ou na presença de Deus no céu se somos salvos, ou em punição no inferno se rejeitamos o presente de Deus para salvação. Na verdade, a promessa da Bíblia é que as nossas almas não só viverão para sempre, mas nossos corpos também serão ressuscitados.
Essa esperança de uma ressurreição corporal é uma das crenças mais importantes da fé Cristã (1 Coríntios 15:12-19).Enquanto nossas almas são imortais, é importante lembrar que não somos eternos da mesma forma que Deus é eterno.
Deus é o único ser verdadeiramente eterno, pois só Ele não teve um começo nem vai ter um final. Deus sempre existiu e vai sempre continuar a existir.
Todas as outras criaturas que têm consciência, quer sejam humanas ou angelicais, são finitas, pois todas elas tiveram um começo.
Enquanto nossas almas vão viver para sempre uma vez que passam a existir, a Bíblia não sustenta o conceito de que nossas almas sempre existiram.
Nossas almas são imortais, pois assim foram criadas por Deus, mas tiveram um começo; houve um certo tempo em que elas não existiram.

Fonte: Questões

O Espiritismo é Cristão ?


Muitas pessoas que se entendem cristãs tem sido atraídas por doutrinas que se fundamentam em supostas revelações de espíritos (espiritismo, umbanda, candomblé, legião da boa vontade etc).

Aderir ou simpatizar com qualquer doutrina é uma opção pessoal, garantida pelo livre arbítrio e pela liberdade religiosa e todos devem respeitar quem professa outras crenças, afinal, o próprio Senhor Jesus nunca impôs sua doutrina a ninguém, apenas anunciava e fazia o convite.

Mas as escolhas devem ser conscientes e criticar uma doutrina não é, absolutamente, criticar quem nela crê. Aos espíritas que porventura lerão esse texto, peço que não o entendam como uma questão pessoal, uma ofensa à eles, mas sim uma refutação à doutrina espírita. Refutação esta que pretende ser fundamentada nos textos bíblicos, que devem ser a base da religião cristã.

O objetivo deste texto é proporcionar uma visão do espiritismo à luz do Evangelho e assim buscar esclarecer alguns pontos obscuros da doutrina dos espíritos, nem sempre propagados com a necessária clareza.
.
O espiritismo exerce forte atração naqueles que se entendem como cristãos “não praticantes” e nos que não se declaram cristãos, mas que “acreditam em Deus” ou numa “força superior”. Esta atração tem lugar especialmente quando se salienta a caridade espírita e a "segunda chance" proporcionada pela "reencarnação".

Mas a questão é: quais as diferenças entre a doutrina espírita e a doutrina cristã evangélica ?  

É sim verdade que o espiritismo promove (e muito bem) a caridade ensinada por Jesus.
Os espíritas raramente são envolvidos em escândalos de "coação religiosa" e "extorsão espiritual", tão comum em denominações "evangélicas".
Arrisco dizer que a caridade espírita deve servir como exemplo.
Mas o espiritismo também ensina a reencarnação, a comunicação com os espíritos dos mortos, a cura de doenças por “passes” e outras idéias que não tem nenhuma base bíblica sólida.

A doutrina espírita contradiz muitos ensinamentos bíblicos, como será visto e, ainda NEGA QUE JESUS CRISTO É O FILHO DE DEUS FEITO HOMEM.
.
Isso porque o espiritismo não aceita a Bíblia como verdade absoluta. O espiritismo moderno aceita outra “escritura” como verdade absoluta: o “Evangelho Segundo o Espiritismo”.

Mas o espiritismo kardecista é uma doutrina nova? Uma "evolução" de outras doutrinas ?
.
Não, o espiritismo, com outros nomes, existe desde os tempos mais remotos da humanidade, sempre com base na “manifestação de entidades sobrenaturais”, mas sua versão moderna surgiu em 1857 por meio de um escritor francês que se chamava Hyppolyte Leon Denizart Rivail, (que adotou posteriormente o nome de Allan Kardek). 

Ele disse ter tido revelações de “espíritos desencarnados” e escreveu vários livros contando estas supostas "revelações", dentre eles o “Livro dos Espíritos” e o “novo” Evangelho “Segundo o Espiritismo”.

Aí já encontramos o primeiro problema, pois a confiável doutrina cristã está contida na Bíblia, principalmente nos EVANGELHOS (Mateus, Marcos, Lucas e João), nas Cartas de Paulo e dos Apóstolos e no Apocalipse, sendo que qualquer outro escrito doutrinário é secundário e  está subordinado à validação bíblica.  Se fossem admitidos quaisquer escritos como "cristãos", o cristianismo seria uma doutrina sem forma.

Mas a Bíblia traz as verdades fundamentais do cristianismo, verdades que são negadas pelos escritos de Kardec.

O QUE DIZ O ESPIRITISMO SOBRE DEUS ?
A doutrina kardecista nega o Deus Criador que está na Bíblia, dizendo que não houve a criação descrita no Gênesis, afirmando que “ a espécie humana tem origem material e espiritual nas pedras, nas plantas, nos peixes, nos quadrúpedes, no macaco” (conforme o livro “Contribuições para o Espiritismo” de Alexandre Dias).

Os espíritas não creem num Deus que é vivo e participante na sua criação, pregam que Deus criou o mundo e o deixou entregue às leis naturais, cabendo ao homem “sofrer” para pagar seus pecados e "evoluir espiritualmente" pela caridade e pelo sofrimento.

Mas a Bíblia ensina que o homem foi criado por Deus à sua imagem e semelhança, nunca tendo sido semelhante em corpo ou em espírito a uma pedra, um peixe ou um macaco. Veja:

E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os animais domésticos, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se arrasta sobre a terra.(Gênesis 1:26).
. 
O espiritismo não crê que Deus pode perdoar os pecados, pois entende que existe um sistema espiritual que faz cada um sofrer para pagar as próprias culpas.
O deus ausente do espiritismo não é o mesmo do Cristianismo.


O QUE DIZ O ESPIRITISMO SOBRE JESUS CRISTO ?
Como já dito, para o espiritismo, Jesus NÃO É O FILHO DE DEUS FEITO HOMEM, como está escrito na Bíblia. Para a doutrina dos espíritos Jesus foi, no máximo, um “espírito perfeito”, um “grande médium”, um “grande mestre”, um exemplo moral sem divindade nenhuma. Para eles, Jesus não fez milagres, mas sim fez curas “naturais”, pelo “magnetismo”. Também não aceitam que Jesus ressuscitou.
Para os cristãos, Jesus Cristo é o Filho de Deus feito homem, enviado como Messias para a salvação e redenção da humanidade por seu sacrifício na cruz do calvário, que ressuscitou ao terceiro dia em seu corpo físico e subiu aos céus, de onde voltará á terra para ser o juiz de vivos e mortos.

Ao negar a divindade e a ressurreição de Jesus, a doutrina espírita diz que Jesus é mentiroso, e quando faz isso não pode proclamar-se cristã.

Eu [Jesus] e o Pai somos um”. (João 10:30)

Seu próprio nome mostra sua divindade:

Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de Emanuel, Que traduzido é: Deus conosco” (Mateus 1:23).

Quem não crê nisso, não pode dizer-se cristão.
O cristo do espiritismo não é o mesmo dos evangelhos.

COMUNICAÇÃO COM OS MORTOS:
A base do espiritismo é a crença na comunicação com pessoas mortas, que viriam ao mundo dos vivos através dos “médiuns” para ensinar e orientar, e estes “espíritos” ensinam que se deve fazer caridade para “purificar o espírito” e assim não precisar mais “reencarnar” (nascer de novo em outro corpo), tornando-se, ao final de muitas vidas, um “espírito de luz”, semelhante a Deus.
Mas, o que há de errado nisso ?
.

O errado é que estas doutrinas não são bíblicas, aliás, muito pelo contrário: são contra o que está na Palavra de Deus e o ocultismo é até proibido e tido como algo abominável por Deus.

Para o Cristianismo bíblico e verdadeiro não existe reencarnação, só a caridade não salva a alma de ninguém, os espíritos de mortos não podem voltar ao mundo dos vivos e só há salvação por Jesus Cristo .


Deus proíbe qualquer tentativa de comunicação com os mortos e contatos com feiticeiros e ocultistas em geral. Veja o que a Bíblia diz :

"Não se achará no meio de ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro, nem encantador, nem quem consulte um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz estas coisas é abominável ao Senhor, e é por causa destas abominações que o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti. "
(Deuteronômio capítulo 18, versículos 10 a 12)

Nesta outra passagem , a Bíblia explica porque um Rei de Israel chamado Saul suicidou-se:

Saul morreu dessa forma porque foi infiel ao Senhor, não foi obediente à palavra do Senhor, e chegou a consultar uma médium em busca de orientação...(I Crônicas, 10:13)

Deus recomenda ao povo de Israel que quando outros povos lhes mandarem procurar um médium ou alguém que consulte os espíritos e murmure encantamentos” , dizendo que “todos recorrem a seus deuses e aos mortos em favor dos vivos”, [neguem e ] “respondam: à lei e aos mandamentos ! (Isaias 8:19-20).

Vemos claramente na parábola do rico e de Lázaro que os mortos não podem voltar ao mundo dos vivos. Leia e confirme o que diz a Palavra de Deus:

Ora, havia um homem rico que se vestia de púrpura e de linho finíssimo, e todos os dias se regalava esplendidamente. Ao seu portão fora deitado um mendigo, chamado Lázaro, todo coberto de úlceras; o qual desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico; e os próprios cães vinham lamber-lhe as úlceras. Veio a morrer o mendigo, e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; morreu também o rico, e foi sepultado.No inferno, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe a Abraão, e a Lázaro no seu seio. E, clamando, disse: Pai Abraão, tem misericórdia de mim, e envia-me Lázaro, para que molhe na água a ponta do dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama. Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que em tua vida recebeste os teus bens, e Lázaro de igual modo os males; agora, porém, ele aqui é consolado, e tu atormentado. E além disso, entre nós e vós está posto um grande abismo, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem os de lá passar para nós.Disse ele então: Rogo-te, pois, ó pai, que o mandes à casa de meu pai,porque tenho cinco irmãos; para que lhes dê testemunho, a fim de que não venham eles também para este lugar de tormento.Disse-lhe Abraão: Têm Moisés e os profetas; ouçam-nos.Respondeu ele: Não! pai Abraão; mas, se alguém dentre os mortos for ter com eles, hão de se arrepender.Abraão, porém, lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco acreditarão, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos”. (Lucas, 16:19-31)

O livro dos Atos dos Apóstolos conta que em certa ocasião o povo de uma cidade chamada Éfeso presenciou uma manifestação de espíritos demoníacos. Muitos que viram isso então se impressionaram e creram no Senhor Jesus, veja só o que foi feito pelos ocultistas que se converteram :

Também muitos dos que seguiam artes mágicas trouxeram os seus livros, e os queimaram na presença de todos(...) (Atos 19:19).

Ou seja : quem segue ao Senhor Jesus não pode ter parte em ocultismo de qualquer espécie.

Ou você crê no espiritismo, ou crê na Bíblia.



Mas como se explica então a mediunidade, os livros e quadros “psicografados” e as curas feitas por espíritos como o “Dr. Fritz” por exemplo ?

Casos de pessoas que dizem “incorporar” médicos já mortos para curar, em grande parte das vezes é charlatanismo puro, como aliás fazem alguns “evangélicos” que prometem curas milagrosas à custa de “ofertas”. Porém, em muitas vezes, acontecem mesmo supostas “curas”, livros psicografados, quadros pintados no estilo de pintores já mortos, vozes, etc. Mas os autores não são quem dizem ser. Há casos comprovados de cartas "psicografadas" de pessoas que na verdade não tinham morrido...

Consideremos também a hipótese de que muitas coisas podem ser advindas das habilidades desconhecidas do próprio "médium", de uma manifestação mental inconsciente.


A Bíblia é muito clara quando afirma a existência de anjos bons e de anjos maus e o próprio Jesus disse que Satanás tem poder sobre a terra, pois é o “príncipe deste mundo”, (veja o Evangelho de João, Cap. 12:31; 14:30). Aliás, o espiritismo nega a existência de satanás, contrariando todo o texto bíblico.

Satanás até pode curar para enganar as pessoas, mas a cura é sempre parcial e ilusória, objetivando não o bem, mas a ilusão do bem para dirigir as pessoas ao ocultismo anti-bíblico.



E OS "DONS DO ESPÍRITO SANTO", NÃO SÃO MANIFESTAÇÕES DE ESPÍRITOS ?
Não, o Espírito Santo é a manifestação do próprio Deus, conforme relatado na Bíblia, e não de pessoas mortas. Devemos tomar muito cuidado com as manifestações que hoje em dia são atribuídas ao Espírito Santo de Deus.

PORQUE OS CRISTÃOS NÃO CRÊEM NA REENCARNAÇÃO ?
Porque a reencarnação não existe na Palavra de Deus. Conforme a Bíblia, somente Jesus Cristo pode salvar a alma perdida, nascer de novo, só em Jesus Cristo. Não existe e vai contra as palavras de Jesus a idéia de que as pessoas morrem e reencarnam em outros corpos para “pagar suas culpas”. Vejamos :

E, como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois o juízo,
(Hebreus 9:27) .

Jesus disse ao “bom ladrão” que foi crucificado com ele : “em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso” (Lucas 23:43). [Ele não disse que o ladrão reencarnaria para uma vida melhor].

Se existe mesmo reencarnação, porque Jesus Cristo nunca falou claramente dela, da mesma maneira que falou sobre salvação da alma, céu, ressurreição e Vida Eterna ? Será que Jesus “esqueceu” de falar sobre a reencarnação ?

Ou será que reencarnação não tem nada a ver com o cristianismo ?


Uma outra questão: se uma pessoa está sofrendo nesta vida, nós devemos aliviar seu sofrimento ou deixá-la sofrer para “purificar-se” de uma vez ? Mas então não seria melhor aumentar ainda mais o sofrimento das pessoas para elas atingirem mais rápido a perfeição ?


A crença na reencarnação nada mais é do que uma nova roupagem para a mais antiga mentira que existe na Bíblia :


“ Então a serpente disse à mulher: certamente não morrereis” (Gênesis 3:4)

O ESPIRITISMO PREGA A CARIDADE COMO MEIO DE PURIFICAÇÃO DO ESPÍRITO, O QUE HÁ DE ERRADO NISSO ?
A caridade deve ser praticada sempre, mas não é “o” caminho para a salvação, mas sim uma consequência NATURAL  de ser cristão. Veja o que a Bíblia diz sobre a caridade:


"Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus, não por obras, para que ninguém se glorie". (Efésios 2:8-9)
"[Deus] que nos salvou e nos chamou com uma santa vocação, não em virtude das nossas obras, mas por causa da sua própria determinação e graça. Esta graça nos foi dada em Cristo Jesus desde os tempos eternos." (II Timóteo 1:9)

"não por causa de atos de justiça por nós praticados, mas devido à sua misericórdia, ele nos salvou pelo lavar regenerador do Espírito Santo". (Tito 3:5).


Ou seja: a salvação da alma não é adquirida por esforço nosso, é um dom gratuito de Deus (graça).

Jesus disse : Eu sou o caminho, a verdade, a vida, ninguém vem ao Pai senão por mim” (João, 14:6).

Quando um homem perguntou ao Apóstolo Paulo o que deveria fazer para ser salvo, Paulo lhe disse :

creia no Senhor Jesus , e serão salvos, você e os da sua casa” (Atos 16:31).

Ele não disse para o homem fazer caridade, se penitenciar, orar muito, receber “passes” etc. disse somente : CREIA EM JESUS CRISTO. Certamente, se este homem verdadeiramente creu em Jesus Cristo ele deve ter praticado muita caridade, porque as boas obras são para o cristão uma obrigação, e não um caminho ou uma "moeda de troca" com Deus.

Somos salvos e então fazemos boas obras, mas não fazemos boas obras PARA sermos salvos .

O filósofo secular Emmanuel Kant já dizia que o interesse esvazia o valor do ato moral. Assim, se há a intenção de ganhos futuros, a caridade não é cristã.

O espiritismo nega a Bíblia, recusando sua inspiração divina e dizendo que os Evangelhos estão “errados” em muitos pontos, considerando a Bíblia como só um livro histórico e cheio de lendas.


Disse o escritor espírita Carlos Imbassy, em seu livro “À Margem do Espiritismo” : “O espiritismo não é um ramo do Cristianismo como as demais seitas cristãs. Não assenta seus princípios nas Escrituras... a nossa base é o ensino dos espíritos, daí o nome – Espiritismo



Na verdade, o espiritismo só aceita a Bíblia quando ela combina com a doutrina espírita, quando a Bíblia vai contra a comunicação com espíritos, o ocultismo, a reencarnação etc, diz que as Sagradas Escrituras estão erradas, que foram modificadas através da História.

Mas Deus deixaria o cristianismo ser enganado por homens, sem consertar seus rumos?

O espiritismo usa o Evangelho cristão como “escada”, mas rejeita o mesmo Evangelho quando ele se mostra contra a doutrina espírita.

Os cristãos crêem que a Bíblia toda é verdadeira, e deve ser interpretada à luz dela própria.



O espiritismo diz que Jesus NÃO É O CRISTO (Salvador - Messias), colocando-O em pé de igualdade com divindades e profetas de outras religiões (Buda, Maomé, Confúcio etc).

O espiritismo nega a Bíblia, mas aceita incondicionalmente os textos "sagrados" de seus "profetas".
Assim, não resta dúvida: ou se crê na Bíblia e no Cristo nela descrito, ou se crê na doutrina espírita e seus postulados.

"Fiz-me acaso vosso inimigo, dizendo a verdade?" (Gálatas 4:16)

--------------------------------------------------------------------



Clique AQUI e veja uma comparação detalhada de algumas evidentes diferenças entre o cristianismo bíblico e o espiritismo kardecista.


Mais sobre o espiritismo clique  AQUI.

"As Três Peneiras" ou "Filtro Socrático de Fofocas"


Um rapaz procurou Sócrates e disse que precisava contar-lhe algo.
Sócrates ergueu os olhos do livro que lia e perguntou:
- O que você vai me contar já passou pelas três peneiras?
- Três peneiras?
- Sim. A primeira peneira é a VERDADE. O que você quer contar dos outros é um fato? Caso tenha ouvido contar, a coisa deve morrer aí mesmo.

Suponhamos então que seja verdade.
Deve então passar pela segunda peneira: a BONDADE. O que você vai contar é coisa boa? Ajuda a construir ou destruir o caminho, a fama do próximo?

Se o que você quer contar é verdade e é coisa boa, deverá passar pela terceira peneira: a NECESSIDADE. Convém contar? Resolve alguma coisa? Ajuda a comunidade?
Pode melhorar o planeta e, arremata Sócrates:
-Se passar pelas três peneiras, conte! Tanto eu, você e seu irmão nos beneficiaremos. Caso contrário, esqueça e enterre tudo. Será uma fofoca a menos para envenenar o ambiente e levar discórdia entre irmãos, colegas do planeta.
Devemos ser sempre a estação terminal de qualquer comentário infeliz.
"O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem.”
(Mateus 15: 11)

Sobre os Defeitos Alheios



























(CLIQUE NA IMAGEM PARA AUMENTÁ-LA)

"Ou como podes dizer a teu irmão: Irmão, deixa-me tirar o argueiro que está no teu olho, não atentando tu mesmo na trave que está no teu olho? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então verás bem para tirar o argueiro que está no olho de teu irmão."(Lucas 6:42).

ET's na Bíblia ?



Uma tese antiga dos chamados "ufólogos" diz que a Bíblia é plena de relatos de aparições alienígenas. Será mesmo ?
No texto abaixo, o Pastor Natanael Rinaldi analisa esta questão sob o ponto de vista estritamente bíblico.
_______________________________________

O jornal A TRIBUNA do dia 27 de abril de 2009 traz um artigo sobre um encontro realizado em Peruíbe que discutiu sobre a possibilidade de existência de seres extraterrenos.
Como prova da existência de ETs foi citado o seguinte: "CAPITULO DA BÍBLIA É MENCIONADO - A ufóloga, integrante do Projeto Portal, Rosana Batarelli, de 42 anos, afirma que o fenômeno UFO é bem mais amplo do que supõe. Ela crê que extraterrestres já visitam o planeta há milênios. '
Não dá para dissociar os ETs do Homem. Por exemplo, qual o nosso maior livro ufológico? A Bíblia'."Um exemplo do que Rosana quer dizer pode ser encontrado em Ezequiel, capítulo 1, versículos 1 a 25, em que o profeta descreve a visão de quatro querubins com a aparência de homens, que saíam do meio de uma coisa brilhante como o metal e com rodas.
Segundo ela, estamos no limiar de profundas mudanças na Humanidade - e os extraterrestres acompanhariam de perto esse processo.Como se vê essa manifestação de ufólogos que se pronunciam sobre a vida fora da terra, procurando interpretar a Bíblia e com a passagem de Ezequiel 1.1-25?
Realmente essa passagem tem relação com a aplicação que está sendo feita pelos ufólogos para provar a vida fora da terra? Interessante como as pessoas que pouco lêem a Bíblia procuram dar interpretações capciosas para apoiar suas teorias não consistentes com a própria Bíblia. Como sabemos a ufologia é o estudo dos fenômenos relacionados com discos voadores e extraterrestres, reunindo fotos e depoimentos, com o objetivo de demonstrar a existência de vida fora da Terra.
Nada tem a ver com a visão de Ezequiel 1.1-25, senão vejamos: em 1.4 olhei, diz Ezequiel. Ele recebe uma visão da glória e da santidade de Deus. As "visões de Deus (v. 1) eram fundamentais ao seu ministério entre exilados; 1.5 quatro animais.. Estes seres viventes são posteriormente identificados como querubins (10.20).
Os querubins são seres angelicais que manifestam aos seres humanos a santidade e a glória de Deus (1 Cr 28.18) Podem acompanhar a Deus em ocasiões de condenação ou de bênção.Nesta visão de Ezequiel, os querubins manifestavam aos exilados a glória e a santidade de Deus, através da dita visão; no 1.10
A semelhança do seu rosto. Os rostos de homem, de leão, de boi e de águia representam a criação por Deus, dos seres viventes que também aparece em Apocalipse 4.7; no v. 1.12 O Espírito. Os querubins são dirigidos pelo "Espírito" que, sem dúvida, refere-se ao Espírito de Deus (v. 2); em 1.13 brasas de fogo ardentes. Estas brasas falam da santidade de Deus (Ex 3.1-5) e o seu juízo no castigo do pecado.O fogo que se movimenta simboliza a energia e o poder do Espírito Santo (At 1.8). e 1.16-25 o aspecto das rodas. Ezequiel vê uma espécie de carro-trono em movimento constante. Deus é manifesto num trono móvel que nunca pára, e que vai para o Espírito ordena.
A linguagem figurada simboliza a soberania de Deus sobre todas as coisas, e a sua presença em todas as esferas da sua criação. Ele está presente com os exilados às margens do rio Quebar.Quer dizer que a visão de Ezequiel 1.1-25 nada tem a ver com fenômenos ligados à ufologia?Não. Se os ufólogos quiserem provar a existência de seres ETs que o façam usando outros recursos, mas não recorrendo à Bíblia.
.
O QUE DIZ A BÍBLIA SOBRE A EXISTÊNCIA DE SERES ETs OU NADA FALA SOBRE O ASSUNTO ?
Em Gênesis 1.1, a terra é colocada em lugar de destaque. Neste versículo, a terra não precisaria ser mencionada, uma vez eu já está englobada na palavra "ceus", que inclui as galáxias e os planetas criados por Deus.
Em Hebreus 11.3, lemos: " "Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente." Basicamente, a terra é o único planeta criado para ser habitado pelo homem atual. "Porque assim diz o SENHOR que tem criado os céus, o Deus que formou a terra, e a fez; ele a confirmou, não a criou vazia, mas a formou para que fosse habitada:
Eu sou o SENHOR e não há outro." (Is 45.18).A terra foi criada antes dos luminares, os quais só aparecem no quarto dia (Gn 1.1-19). A terra está cheia da glória e das riquezas de Deus, enquanto os demais planetas nada apresentam além de montanhas, desertos, calotas polares, vulcões e desfiladeiros.
.
A CRIAÇÃO DE DEUS NÃO ENVOLVE TAMBÉM OS ANJOS? PODERIAM SER ELES CHAMADOS DE ETs?
.
Dentro do conceito dos ufólogos não. Estes questionam a existência de ETs originários de outros planetas e não é o caso dos anjos. Os anjos foram criados todos de uma só vez. São seres inteligentes, mais poderosos do que os seres humanos e hoje se dividem em duas classes: os anjos bons, os que ficaram a serviço de Deus. "E: Tu, Senhor, no princípio fundaste a terra, E os céus são obra de tuas mãos. Eles perecerão, mas tu permanecerás; E todos eles, como roupa, envelhecerão, E como um manto os enrolarás, e serão mudados. Mas tu és o mesmo, E os teus anos não acabarão.E a qual dos anjos disse jamais: Assenta-te à minha destra, Até que ponha a teus inimigos por escabelo de teus pés? Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação." "(Hb 1.10-14). Assim, os anjos fiéis são seres espirituais, imortais que estão a serviço de Deus.
Existe outra classe de anjos chefiados pelo Diabo e os tais são chamados demônios, espíritos malignos, espíritos imundos e que estão a serviço do seu chefe. Paulo nos adverte contra eles, e diz: "Não deis lugar ao diabo." (Ef 4.27). Uma coisa é certa: a Bíblia jamais deixaria de informar a respeito da vida em outros planetas, caso ela existisse. Tudo não passa de especulação.

[Pr. Natanael Rinaldi]
Texto publicado originalmente no site http://www.cacp.org.br/